Blog

21/04/2011

Peelings

O peeling químico é uma técnica usada para melhorar a aparência da pele. Serve para tratamento de rugas finas, manchas superficiais e acnes.
Uma solução ácida é aplicada sobre a pele, promovendo a descamação de suas camadas mais superficiais e estimulando sua renovação a partir das camadas mais profundas, dando à pele um aspecto rejuvenescido, mais macia e com maior viço.
Antes do tratamento, algumas vezes, é necessários o preparo da pele com o uso de cremes recomendados pelo médico, sendo tais cremes interrompidos durante o tratamento e substituídos por hidratantes e sabonetes suaves. O uso de filtros solares é obrigatório, devendo ser aplicado de 2 a 3 vezes ao dia.
A profundidade do peeling depende do tipo de ácido ou técnica utilizada:

PEELING SUPERFICIAL:
Propicia uma descamação leve, retirando apenas as lesões mais superficiais da epiderme. Por ser menos agressivo, não necessita de repouso ou recuperação, podendo o paciente voltar às atividades no mesmo dia.

PEELING MÉDIO:
Leva à uma descamação intensa, necessitando de 5 a 10 dias de recuperação. São mais agressivos e efetivos que os peelings superficiais, retirando manchas e rugas de média profundidade.

PEELING PROFUNDO:
Leva à formação de crostas, as quais demoram até 21 dias para caírem. São os mais agressivos, necessitando sedação para a realização. Por atingirem as camadas mais profundas da pele, propiciam os melhores resultados.
Durante a aplicação do peeling o paciente pode sentir ardor ou pinicamento, que pode durar até 5 minutos, cessando completamente antes de sair do consultório.

Medicina estética
About admin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp Olá, agende conosco!